quinta-feira, 5 de maio de 2016

Retratos de nos dois

Guardei em meus olhos as marcas de
teu sorriso
em álbuns do coração colei palavras
com a chave secreta abri a porta
da sala e entrei e tudo era uma casa
uma cadeira um buque de flores desfolhadas
e la estava voce
um cinzeiro na mesa
a toalha no chão e eu não aparecia em alguma
bem...em nenhuma
procurei no espelho na estante no armario
na caixa de sapato no assoalho no abajur
onde quer que fosse queria encontrar...
retratos de nos dois
e lembrar teu rosto esquecido e nosso amor
consumado consumido


Nenhum comentário:

Postar um comentário