quarta-feira, 19 de julho de 2017

Consultora de beleza independente Mary Kay

               Na vida vamos descobrindo nossas habilidades ao longo do caminho. Aqui estou pensando nas tantas coisas que já fiz por desejar muito, muito realizar. E foram muitas. Nunca pensei em títulos como metas, mas em enfrentar desafios e me superar até conseguir alcançar meus objetivos. Nem sempre meus objetivos são claros, mas em parte sim. Quem sou eu? Estou me descobrindo vivendo, escrevendo. Mas uma coisa sei dizer agora: sou consultora de beleza independente Mary Kay, adoro.  O que eu faço? Tento vender produtos fazendo demostrações e falando sobre o meu trabalho. Todos os dias procuro uma forma de desenvolver o meu trabalho e ter bons resultados. Além da inibição tenho limites financeiros que me bloqueiam, por enquanto. Mas procuro sempre conhecer melhor os produtos e uma boa forma de trabalhar participando das reuniões de treinamento e de eventos. Já assisti muitos vídeos, li muito sobre a Empresa para conhecer mais e mais. Tudo é estudo para mim. Gosto de ter o bom conhecimento do que faço. Progredi bastante desde o meu início que foi quando me cadastrei, no final do mês de novembro/2016, um momento não muito propício para começar, porque o melhor seria no início de um mês, mas por querer tanto e logo, antes que o pensamento de "não posso, não posso" crescesse dentro de mim foi do jeito que foi, ainda levei um tempo para realizar meu primeiro pedido. E amei quando recebi a caixa dos produtos para finalmente começar "o meu negócio independente". Há pouco criei o meu site Mary Kay:  www.marykay.com.br/noemilfernandes, onde todas as pessoas interessadas podem acessar e conhecer sobre a empresa e os produtos. Hoje preciso parar por aqui. Em outro momento continuarei falando sobre este maravilhoso trabalho que é ser consultora de beleza Mary Kay. Não estou ainda do jeito que eu gostaria, mas busco meus caminhos, meu jeito de trabalhar e de me desenvolver. Este é um deles me apresentar da forma que eu mais sei me comunicar, escrevendo. Até outra hora.

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Decifra-me

Eu pinto meu rosto
em tela de tv
junto  o que faço
e desfaço
com batom
perfume e inglês
decifra-me

quinta-feira, 23 de março de 2017

O passado em versos

               Na organização de livros, cadernos, agendas vou me desfazendo do que não importa mais. 
Algumas coisas que escrevemos no passado e que no momento pareciam tão sem sentido, com o tempo nos revelam as transformações no nosso modo de ser e pensar. Na época em que eu fazia faculdade de ciências contábeis a literatura, a poesia, as artes eram gostos dos quais eu queria me desligar por um tempo para conseguir ser menos emocional, mais racional. Então percebo bem isso ao reler algumas coisas que escrevei há mais de 15 anos:
Deixei meu violão de lado
não quero canção
rebento as cordas
jogo no chão
Não! Poesia não!
Versos? Pra que te quero?
Jogo palavras ao vento
para esquecer o momento
é tudo em vão
no brilho da vida
estou esquecida
Ah! Poesia querida
aceita minha despedida
Quando eu vivia na doce ilusão
tu eras o anjo que embalava meu sono
inverno e verão
Vai e me deixa agora
já é tempo, já é hora
Escrevo com números para não
saber o que está escrito
vá embora senão eu grito.

segunda-feira, 13 de março de 2017

Pintura em tela


Pintar quadro em tela com tinta a óleo era um sonho. Estudei, consegui. Podemos criar desenhos, paisagens da imaginação, o que quisermos, mas para entender melhor a tonalidade das cores, luz e sombra é bom usar revistas com publicações de artistas plásticos que nos dão dicas de como pintar e ter professores que nos ensinam a usar melhor os pincéis, mistura de cores e tudo mais. Já pintei vários quadros, este é um dos mais encantadores que consegui. Não precisa ser igual ao da revista, o meu não é igual, mas ficou bem parecido, quase igual.

quarta-feira, 8 de março de 2017

Dia Internacional da Mulher

Pelo Dia Internacional da Mulher
PARABÉNS a todas as Mulheres do mundo!
Que todos os dias sejam DIAS FELIZES!

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Feriado de carnaval

               Um dia lindo na cidade, em Porto Alegre, feriado de carnaval. As ruas quase vazias, mais silêncio. A maioria das pessoas querem viajar para uma praia e assim fazem. Carnaval é festa, diversão, fantasia, folia. Em algumas igrejas dizem que é uma "festa do mal", mas o bem e o mal estão em toda parte, até dentro das igrejas, pois são as pessoas que fazem o bem, ou o mal independente de por onde andam. O carnaval visto como uma diversão é bom, as crianças adoram, tanto que existe o baile infantil. Eu gosto do carnaval visto desta forma, com muito colorido, fantasias e alegria no rosto das pessoas. Este ano até pensei em vestir uma fantasia e sair pelos blocos da rua, dançando e cantando, mas perdi o jeito, no entanto quem sabe, pois ainda estamos em ritmo de carnaval. BOM FERIADO! Que neste carnaval prevaleça a alegria, o respeito e a paz!

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Claro que sim

Aqui estou neste ano maravilhoso!
Sim! Claro que sim!
Desejo para todos os meus visitantes dias muito abençoados por Deus!
Proteção divina!
Tudo de bom!

domingo, 29 de janeiro de 2017

Muitos janeiros

                  Mais um ano novo, mais um janeiro vivendo e finalizando. 
             Ano de 2017 e muitos janeiros se passaram.  Deus permita que muitos janeiros eu possa viver. Abençoado seja este ano para todos nós  do planeta Terra e de outros mundos se houver. Nem tudo é visível, nem tudo é compreensível, mas dentro do possível vamos viver bem e em paz uns com os outros. Viva o ano de 2017. Que a alegria, o amor, a felicidade e a paz  sejam constantes em nossas vidas. Sempre na fé.

                 Não vou falar do Natal! Agora não. Já passou! Foi lindo!
                 E tudo vai passando. Vamos em frente. 

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

A paz no mundo

                     A paz no mundo começa em cada um. Tudo que já vimos nestes últimos tempos nos faz acreditar que o mundo está em guerra. Se as guerras acontecem como forma de conquistas por bens materiais, por territórios, por "coisas", também faz perder "todas as coisas". Depois de muita leitura sobre violência em função de provas na faculdade e em buscar entendimento para os métodos de estudos dos grandes fundadores da sociologia só consigo parar um pouco para refletir, pois enquanto "nada sou", porque é assim que me sinto quando penso que "nada posso fazer", na sociedade muitos são os conflitos que abalam a humanidade em todo planeta, em todos os países. Basta ligar a TV para ver notícias "de terror" no mundo inteiro. O que é isso que está acontecendo?                    
                  Na minha vida, no meu viver na face da terra, nunca vi apesar de todas as barbaridades que chegam até meu conhecimento, nunca vi tanta beleza, tanta evolução tecnológica, tanta facilidade de acesso a fontes de informação quando precisamos de esclarecimento sobre um fato ou outro, nunca vi tanta facilidade de comunicação de forma tão rápida. Quando em filmes de ficção científica eu via uma pessoa falando num telão para se comunicar com outras que se reuniam em uma sala, tudo parecia tão impossível para o "mundo da realidade". Leituras de ficção onde robôs substituíam as pessoas para executarem as tarefas, também me pareciam coisas impossíveis para um mundo real. Porém hoje, tudo existe, tudo aquilo que eu pensava que só mesmo em filme de ficção. Bem antes do ano 2000 escrevi sobre como seria o mundo em 2000 (da minha imaginação), hoje em dia já é. 
                      Quero pensar que tudo é possível no ano de 2017, a começar pela paz no mundo. A paz que pode começar em nós. Se existem guerras é porque falta amizade, diálogo, acordo, diplomacia, inteligência, inteligência mesmo, pois não dá para dizer que homens que matam, roubam, usam de uma boa lábia para enganar sejam inteligentes, são sim uns grandes tolos que mais cedo ou mais tarde responderão pelo que fazem, ainda que pensem já ter "aproveitado tudo que podiam", será que dá para entender o que digo? Não importa muito isso agora, pois ainda estou aprendendo a escrever para me comunicar melhor, no exercício sei que vou conseguir um dia dizer ao mundo o que realmente quero dizer, e quem sabe ser alguém capaz de agir de forma mais concreta por um mundo melhor. Agora quero viver em paz e que todos também possam viver em paz, com mais alegria, com mais amizade, mais amor, mais diplomacia, mais tudo que é da inteligência e da bondade do ser humano.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Suave amanhecer

Vou navegar em teus silêncios
 depois trazer palavras fixas
e deixar que os enredos se desfaçam
depois alongar caminhos
diminuir distâncias e construir
carinhos no suave amanhecer
ser